Archive for the ‘kart’ Category

O que dizer? Só podemos dizer pela terceira vez: PARABÉNS HELINHO!

25 maio, 2009

Grande Prêmio de Mônaco 1984 na íntegra

13 maio, 2009

Para quem viu no dia, vale a pena rever esse show de Ayrton Senna no Gp de Mônaco de 84, onde ele com a pequena Toleman se destacou no circuito de rua debaixo de uma chuva torrencial e que na última volta ultrapassou Alan Prost vencendo a prova. Porém a vitória lhe foi tirada pois a direção (francesa como Prost) decidiu que a prova deveria ter terminado uma volta antes e com isso ele Prost venceria. Como a prova não chegou a metade, ficou valendo apenas metade dos pontos para todos os pilotos. No fim daquele ano Alan Prost perdeu o título mundial para Nick Lauda por apenas meio ponto! Quem mandou tirar a vitória de Senna em Mônaco não é mesmo?

Enjoy: Clique aqui

Que delícia!

8 maio, 2009

carro de batata

Parece piada né? Mas não é:

Pesquisadores britânicos apresentaram nesta semana o protótipo do primeiro carro de Fórmula feito com materiais renováveis e sustentáveis.

O que vai ter de piloto diabético por aí…

Quinze anos se Ayrton Senna. A minha visão

1 maio, 2009

senna-15-anos1

Hoje é um daqueles dias que muitos estão refletindo e avaliando parte da história do automobilismo mundial. Talvez a parte mais bonita que já houve, mais disputada, mais emocionante desse esporte. Era uma época onde realmente tínhamos gladiadores geniais nas pistas. Pilotos que precisavam ter muito mais sensibilidade e coragem para guiar um carro de Formula 1.

Na verdade através dos tempos a Formula 1 sempre revelou “monstros” de sua época, mas é inegável que mesmo depois de 15 anos sem o “chefe”, ele ainda seja a maior referencia desse esporte.

É um tipo de coisa que não se explica. Simplesmente ele é o maior de todos. Não pelos resultados, pois vimos Schumacher quebrar todos os recordes possíveis, sempre ancorado por Rubens Barrichello, mas mesmo assim não há como não ter Ayrton Senna como aquele que não teria limites para conquistas. Mas teve.

Como trata se de um esporte de risco, e que sempre o ser humano fica vulnerável a possibilidades de acidentes, nosso herói foi um desses que parou perante a falha da máquina.

Isso posto, o que dizer mais? Nem precisamos falar muito. O legado dele é muito bem assessorado por sua família que transformaram sua personalidade em algo para ser copiado e admirado.

Mas hoje, nesses 15 anos, resolvi escrever mesmo a respeito de um ponto que ouço sempre falar. Depois daquela tragédia, acho que a maioria das pessoas que conheço sempre dizem: “nunca mais vi corrida depois que Senna morreu”.

Comigo foi um efeito contrário. Minha paixão pelo esporte aumentou ainda mais, aprendi a entender melhor ainda os detalhes, e são muitos, desse esporte. Sempre pensei  que se ele amava o que fazia e eu o tinha como ídolo, cabia a mim seguir em frente, torcendo pelo Brasil, pelo bem do esporte, pela evolução da segurança. De lá pra cá, nunca perdi um treino ou uma corrida. Até na manhã da minha noite de núpcias, estava lá eu e minha esposa jutinhos acompanhando o Grande Premio da Alemanha vencido por Rubinho. Grande paixão não é? Sim. Já amava esse esporte, mas para mim, Formula 1 teve outro sentido depois de Ayrton e outro maior ainda depois da morte dele.

E para fechar, uma revelação: ate hoje, quando vejo uma prova, em minha mente, quase que uma coisa espiritual, imagino ele lá…

Nova era na Formula 1? Ainda é cedo

30 março, 2009

019920460-in00

Não nego que fiquei super feliz em ver Rubinho lá nas cabeças novamente. Ele merece e se a coisa continuar assim provavelmente ele será o campeão, visto que o Button tende a se perder no meio do campeonato e em especial em algumas pistas. Por outro lado não podemos ser ingênuos em achar que Ferrari, McLaren, Willians, Renault vão apenas assistir esse passeio da Brawn. Fica óbvio que eles vão se virar e vão correr atráz do tempo perdido e acho que em pouco tempo as coisas estarão equiparadas. Bom para nós que somos loucos pelo esporte e que mais novidades venham por ai!

Veja mais: www.renanfragoso.com.br

Novas Regras da F1: Vai dar certo e vai dar errado.

18 março, 2009

 

56961392Para mim fica claro que essa tentativa de mudança radical no formato das pontuações da Formula 1 é um ato de desespero. A coisa tá feia com essa crise e principalmente para quem tem muito dinheiro. E nada no esporte desse plante tem mais dinheiro rolando que a Formula 1. Também não me surpreende a Brawn GP estar andando na frente. Acredito sim que o carro pode ser bom e claro que a equipe tem dois grandes pilotos para demonstrar esses resultados até agora, porém acho sinceramente que a Brawn estar andando bem, é bom para todos que vivem da F1. Sim, acredito que por ela ter chegado depois de todos, que entre eles esteja rolando de forma velada um acordo para não usar todos os giros possíveis e assim fazer com que a equipe de Ross Brawn apareça para mídia mundial e traga mais grana para todos. Não duvido de sua capacidade, mas desconfio demais desse pulo súbito de uma das piores equipes que já vi para a imbatível, sem dinheiro e com apenas uma semana de treino, mesmo eles tendo trabalhado no projeto desde metade do ano passado. Rubinho dar show nos tempos uma semana antes dessa notícia bombástica das mudanças de regras sexagenárias para mim não são coincidência. O mundo viu um campeão sem brilho em 2008 e a F1 para todo mercado internacional estava sendo vista com “ow meu Deus, não posso chegar perto disso por conta da crise”, por outro lado, desde a ascensão da Brawn e das “mad mudanças” de Sir Bernie não se fala em outra coisa no mundo, a não ser….????.

Porque vai dar certo e vai dar errado?

Vai dar certo pois vamos ver aqueles que tem condições e equipamento para vencer simplesmente se degladiarem na pista. Creio que veremos verdadeiras batalhas, com sujeiras, trapaças, truques e genialidade dos pilotos. E só!

Vai dar errado porque quem não tiver chance de lutar por vitória, vai lutar prá que? Só para ver se é melhor que o companheiro de equipe? Para ver se não é o último a chegar? Para provar para os amigos que fez o tempo que falou que ia fazer um dia antes no restaurante do hotel e ganhar uma aposta de 1 dolar? E o que nós, fãs da velocidade vamos fazer se por acaso um piloto no meio do campeonato já for campeão? A técnica, “correr com a cabeça”, acabou? Sempre admirei Alan Prost pela maneira inteligente de fazer pontos para ser campeão, mas e agora? Só teremos pirados alucinados na pista? Sem falar que a F1 corre o risco de virar um “chash teste de luxo”, e isso pode custar muito caro, mas muito mais caro que eles possam imaginar.

Mas, cá com meu lado torcedor, tenho que admitir que fiquei curioso para ver no que vai dar. E vida longa a essa ” excelente performance” da Brawn GP. Acelera Rubinho!

 

 

Senna Irritado na sala de imprensa

11 março, 2009

Nunca tinha visto essas imagens. Trata se Ayrton Senna que deixa a reunião de pilotos, o famoso briefing e sai pau da vida quando vê Nelson Piquet reclamando de posições tomadas pela direção de prova. Senna fica cacetado pra caramba pois com ele um ano antes a coisa tinha acontecido também da mesma forma e ele teve que pagar o pato. Quem não saca inglês pode acompanhar a tradução em japonês do locutor que é bem fácil. Tinha que ser uma dica do mala do meu cunhado.

 

Final de semana solidário

5 dezembro, 2008

Nesse fim de semana estarei envolvido com algumas causas nobres. São pequenas ações de doação de alimentos para as vítimas das enchentes em Vila Velha, mas que são de grande importância para a sociedade. Tenho orgulho de fazer parte dessas ações:

 

SÃO PAULINOS NO ES: a próxima embaixada do São Paulo está mais uma vez mostrando sua força e nesse domigo além de se reunir para torcer pelo hexacampeonato do time do coração, a torcida vai dar um show na área Social. Os São Paulinos que irão lotar o Restaurante Delira e o Trindade no Hotel Quality, já estão doando alimentos e agasalhos para os vitimados. Domingo a doação será ainda maior e a expectativa é grande para a conquista de mais um título.logo-2

RENAN FRAGOSO: O meu chapa Renan Fragoso que aparece na foto todo metido com Felipe Massa vai disputar nesse domingo uma corrida em benefício às vítimas das enchentes. Renan, além de pedir doações de alimentos no Kartódromo, vai doar um capacete autografado por todos os pilotos capixabas para o público presente.

dsc02954

RODAPIZZA  VILA VELHA: Nesse final de semana o meu cliente, restaurante Rodapizza, irá fazer essa ação abaixo. Vai um rodízio aí?

cid_027401c95654c396eea001fea8c0massa

BANDO DE CONGA: Dia 12/12 a pior banda do mundo se apresentará no Barracustico com Lord e Vão Central, e no dia 20/12 o Bando de Conga fará um show beneficente no Tartarugão para arrecadar alimentos para as vítimas.

223298

Renan Fragoso na primeira etapa do campeonato capixaba de kart

18 abril, 2008

Foi de arrepiar! Renan Fragoso cravou a pole no domingo de manhã confirmando o bom rendimento de todo final de semana. Não teve ninguém mais rápido que ele em nenhum momento dos treinos ou corrida. A largada foi adrenalina pura. Ygor Santana tentou logo nas primeiras curvas ultrapassar Renan jogando seu kart por todos os espaços possíveis, mas Renan soube se defender muito bem em todas as investidas e logo nas primeiras voltas já administrava uma confortável vantagem na liderança. Tudo parecia correr bem até a metade da prova, quando o cabo do acelerador do kart de Renan “afroxou” um centímetro e meio e com isso ele não conseguia dar aceleração plena ao carro, o que limitou sua velocidade. “Bem que podia ter sido o cabo do freio, e não o do acelerador” lamenta Renan. Esse comentário tem sentido, visto que para perder pouco tempo na pista ele praticamente terminou a prova sem frear, chegando aos boxes com os freios totalmente gelados. “Essas coisas acontecem, é normal de corrida. O importante é que ele já mostrou que tem velocidade e vai brigar pelo título”, comenta Claudio Fragoso, pai do piloto. Renan se segurou na pista até o fim, porém foi impossível segurar a ponta. Mesmo assim garantiu o terceiro lugar no pódio e considerou o resultado como positivo.

Confira agora um resumo da corrida:

Imagens e edição: Haeckel Ferreira / Música: The Pretender, Foo Fighters ( Sugestão de Renan Fragoso)